Make your own free website on Tripod.com
. .

Texto escrito com base em entrevista do Adv. Paulo Ramos a Rede Record e de matéria publicada na Revista Veja

. .
.

 

O que a Globo diz:

   Com 1.300.00 m², o "Projac", em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, é o maior centro de produção da América Latina e foi projetado para abrigar superestúdios, módulos de produção e galpões de acervo. Ao todo são quatro estúdios, de mil m² cada, fábrica de cenários, figurinos, cidades cenográficas, centro de pós-produção e administração.


 

O que a Globo não diz:

   Em uma área reservada pelo governo do Rio de Janeiro para a construção de casas populares, Roberto Marinho humildemente solicitou à prefeitura uma autorização para construir a sua "casinha" popular. Com a autorização em mãos, Roberto Marinho indevidamente começou a construção do Projac nessa área utilizando recursos levantados em empréstimos com a CEF para pagamento em 10 anos. O pagamento desse empréstimo provavelmente foi pago com propaganda da CEF na Rede Globo.

   Uma ação popular exigindo a devolução desse dinheiro foi impetrada na justiça pois a CEF é acusada de ter feito uma operação fora da rotina, dando juros de mãe para filho, entre outras camaradagens. O valor desse empréstimo atualizado com juros e correção monetária chega hoje a 37 milhões de dólares.

   A Globo e a CEF foram derrotas na primeira instância.

 

Copyright © 2000 antiglobo.cjb.net - Todas as marcas aqui representadas pertencem aos seus respectivos proprietários.

 

.